Publicado em / por Paulo Junior / em Notícias

Casamento X Compra de um imóvel: Como conciliar?

Planejar um casamento e comprar um imóvel ao mesmo tempo parece complicado, mas, na verdade, pode ser uma ótima decisão. Porém, é importante prestar atenção para que gastos excessivos não desequilibrem a vida financeira do casal. Por isso, estabelecer prioridades e evitar tudo que não seja realmente necessário é o segredo para conseguir conciliar tudo isso.

Se o sonho é começar a vida a dois já de casa nova, confira as dicas a seguir e se prepare para começar esta etapa com o pé direito!

Festa de casamento ou casa própria?

Quem casa quer casa, diz o ditado. Mas o casal precisa tomar cuidado ao fazer tudo de forma sincronizada para não pesar no orçamento. Embora planejar um casamento gere ansiedade, a compra de um imóvel jamais deve ficar em segundo plano. Afinal, começar a vida de casados morando em uma casa própria, é o primeiro passo em direção à construção da vida familiar.

Então, antes de fazer uma lista interminável de preparativos para a festa, é preciso descobrir como conciliar os desejos à realidade financeira do casal.

Lembre-se: uma festa de casamento, por mais incrível que seja, dura apenas um dia, mas um apartamento é para a vida toda. Sem contar que os imóveis tendem a se valorizar com o passar dos anos, e isso os tornam ótimos investimentos.

Essa reflexão é necessária porque, muitas vezes, o valor do casamento é mais que suficiente para dar entrada na casa própria — ainda mais se tratando de imóveis do programa Minha Casa Minha Vida.

Como conciliar o casamento com a compra de um apartamento?

A boa notícia é que, com algumas estratégias, é possível conciliar a realização desses dois grandes sonhos ao mesmo tempo e sem comprometer o orçamento familiar. Isso quer dizer que dá para comprar um apartamento e se casar — com direito a uma bela festa! Veja como tornar isso possível com as dicas a seguir.

Planejamento financeiro


A organização dos gastos e despesas é essencial tanto para a organização de um casamento quanto a compra da casa própria. Primeiro, conheça seu status financeiro e o do seu parceiro: é necessário saber o que cada um ganha e gasta mensalmente.

A partir daí, preveja os gastos após se casarem. Para fazer um financiamento, é necessário que as parcelas caibam no orçamento doméstico, no qual já existe uma série de contas, como água, luz, gastos com alimentação etc.

Depois, estabeleça as prioridades do casal. Para isso, pensem em questões como o desejo de ter filhos, quais infraestruturas são desejáveis em um novo lar (como salão de festas e churrasqueira) e em qual região da cidade preferem morar.

Em seguida, determine um prazo comum. Se o casamento estiver agendado para uma data próxima, a única saída é se mudar para um imóvel pronto. Se não, é possível procurar um imóvel na planta ou em obras e programar o casamento para depois da entrega das chaves.

Por fim, conhecendo as possibilidades financeiras atuais e prevendo os gastos futuros, planeje então o orçamento financeiro. Calcule o quanto pode ser investido na compra do imóvel e quanto sobra para realizar o casamento sem desequilibrar o orçamento do casal.

Pesquise as melhores condições


O casal que tem o sonho de conquistar a primeira casa própria conta com as facilidades de alguns programas governamentais. Um dos principais exemplos é o Programa Casa Verde e Amarela, substituto do Minha Casa Minha Vida, que oferece crédito facilitado e juros mais baixos em relação a outros tipos de financiamentos.

Também, há o subsídio e a possibilidade de usar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), e assim diminuir o valor das parcelas de um financiamento.

Por fim, lembre-se de pesquisar e encontrar a melhor construtora. Por exemplo, uma construtora que facilite a entrada e de renome no mercado. Isso garante a entrega do apartamento em boas condições e dentro do prazo combinado.

Como economizar ao planejar um casamento?

Primeiramente, lembre-se de que o mais importante é a compra do apartamento. Isso ajuda a manter o equilíbrio na tomada de decisões, principalmente enquanto estiverem pagando o financiamento imobiliário.

Saiba também que, com um bom planejamento financeiro, é possível casar no civil e no religioso, bem como se organizar para oferecer uma comemoração simples. Hoje em dia, diversos artigos ensinam como preparar uma festa bonita e econômica — no melhor estilo faça você mesmo. Assim, é possível economizar no bufê, na decoração, entre outros itens.

Além disso, não exagere no tamanho da lista de convidados. Enquanto o grande dia não chega, trace diferentes estratégias para poupar dinheiro. Por exemplo: analise se vocês conhecem alguém que possa assumir o papel de DJ, alguém que tenha se casado recentemente e possa emprestar o traje do noivo, etc. Chame os amigos para ajudá-los!

O bacana é que, quanto mais pessoas se sentirem parte da organização, maior será a felicidade na hora de compartilhar a realização de mais uma etapa tão importante na vida do casal. Assim, o clima da festa — por mais simples que seja — será simplesmente inesquecível!

Como garantir a melhor compra de um imóvel?

Em vez de se guiar pela empolgação do casamento, mantenha o foco no orçamento e procure um apartamento que atenda aos desejos e às necessidades reais do casal.

Muitas pessoas optam por adquirir apartamentos na planta. Além de diversas outras vantagens, lembre-se que quanto mais distante estiver o prazo para a entrega da obra, mais baixo será o valor do imóvel.

Se possível, antes de fechar o negócio conheça histórias de clientes e converse com pessoas que já tenham adquirido imóveis pela construtora do seu interesse.

Por fim, na hora da vistoria fique de olho na qualidade e confira se os acabamentos estão de acordo com o que foi descrito na venda. Caso contrário, a construtora deve se encarregar de fazer os ajustes necessários.

Como você pode ver, é possível planejar um casamento e, ao mesmo tempo, uma compra de imóvel. Com planejamento, todos os sonhos serão realizados e vocês poderão curtir muito mais cada momento!