Publicado em / por LRG Construtora / em Dicas

Dicas essenciais para morar sozinho: o guia definitivo

Morar sozinho é fazer o que quer, mas também ser responsável pelo que faz. Assim como tudo na vida, viver por conta própria também necessita equilíbrio. Tem o lado excelente, da privacidade e da liberdade, e também o lado complicado, do dever e do comprometimento. Para quem está pensando em dar esse passo, temos algumas dicas – a começar com um incentivo: pode parecer assustador, difícil e trabalhoso morar sozinho, mas com organização, planejamento e disposição, tudo dará certo!

Anote essas sugestões e prepare-se para embarcar na melhor jornada da sua vida.

Tudo começa com a organização dos gastos

Antes de se mudar, você precisa planilhar todos os seus possíveis gastos e entender qual é o limite do seu orçamento. Assim, você também pode ter uma noção de quanto pode investir em móveis e utensílios para seu lar.

Se você ainda não organiza suas finanças, comece hoje mesmo (antes de se mudar)! Quando se mora sozinho, é preciso reservar parte do orçamento para despesas essenciais (como água, luz, condomínio, IPTU, internet, alimentação e outros). Logo, os gastos superficiais precisam ser contidos (delivery, passeios, comprinhas extras), ainda que possam ser mantidos. Para começar, crie uma tabela ou crie uma conta em um aplicativo de finanças, e anote todas as suas contas fixas – elas podem ocupar até 50% da sua renda.

Fazer uma reserva de emergência é essencial também depois que você já se mudou, pois, sempre há algum imprevisto – e a maioria custa dinheiro!

Priorize o mais importante

7 aplicativos para decoração que vão transformar a sua casa! - Blog  Cristiano Casa e Construção | Loja Online para sua Casa e Materiais de  Construção

Quem nunca montou uma pasta com referências de decoração ou não se pegou rabiscando o projeto da casa ideal no papel? É comum que você imagine o lar perfeito, com o seu estilo e móveis dos sonhos. Calma, você ainda vai chegar lá! Só considere que, no início, você precisa pensar no que é realmente importante.

Comece pelo mínimo e pelo básico: o que é realmente importante para viver? Faça listas! Pense em cada cômodo e vá anotando os itens essenciais para cada um. Tente desconsiderar ao máximo o que é supérfluo. Lembre-se que você pode organizar um chá de casa nova, convidar todos os seus amigos para celebrar esse momento e, claro, sugerir itens para presentes. Assim, você também economiza!

Leve apenas o necessário para a casa nova

Aproveite o momento de mudança para começar a fase morando sozinha sem objetos desnecessários. É hora de separar tudo que você realmente usa, jogar fora o que já não faz mais sentido e doar ou vender aquilo que pode ser aproveitado por outra pessoa. Fazendo isso, você poderá organizar melhor seus pertences na casa nova e ir adquirindo novos itens sem culpa.

Adote alguns hábitos de organização

Quando se mora sozinho é preciso pensar em todos os detalhes. Mesmo que você divida sua casa com outra pessoa, a atenção aos pequenos detalhes é fundamental, para evitar bagunças e contratempos. Sabemos que sua rotina é atribulada, por isso selecionamos alguns hábitos que podem ser adotados e ajudar muito na administração do seu lar.

  • Arrume sua cama ao acordar: assim, você já mantém a boa aparência do seu quarto – o que aumenta a vontade de organizar a casa.
  • Estenda suas roupas depois de lavar: quer evitar ter que passar suas roupas? Depois de lavá-las, mantenha-as em cabides para secar. Não esqueça de organizá-las assim que secarem, assim você evita criar pilhas e mantê-las fora de ordem.
  • Invista em uma alimentação prática: morar sozinho não significa esquecer de cuidar da alimentação. Invista em alimentos práticos ou cozinhe uma vez por semana e congele pratos prontos – assim, você evita comer besteiras.
  • Não acumule louça na pia: ver um monte de itens sujos para lavar desestimula ainda mais a realização dessa tarefa. Por isso, no final de cada refeição, já lave todos os utensílios que utilizou. Isso ajuda a manter a cozinha organizada.
  • Limpe sua geladeira com frequência: você pode fazer isso a cada quinze dia. Isso evita que você acumule alimentos vencidos, deixe o local com cheiro desagradável e desperdice comida.
  • Faça você mesmo sua faxina: assim, além de economizar, você se conecta definitivamente com seu ambiente, sabe exatamente o que precisa e se esforça para manter tudo em dia.

A LRG também pode te ajudar nisso! Com condomínios e residenciais com valores acessíveis, fica muito mais fácil investir na casa própria e finalmente sair da casa dos pais!

FONTES: WIKIHAUS E RICCO